CHPF

Um projeto social para uma habitação melhor

História


A COOPERATIVA HABITACIONAL POPULAR DO FOGUETEIRO, nasceu em 3 de maio de 1975, por um grupo de delegados do M.F. A., com o intuito de criar uma Cooperativa de Habitação, no Fogueteiro e que albergasse todo o Concelho do Seixal. A ideia foi acarinhada com muito entusiasmo, por todos os que tomaram conhecimento da mesma. Assim e com o apoio da CÂMARA MUNICIPAL do SEIXAL “A NOSSA CÂMARA” e do Fundo de Fomento de Habitação (FFH, que posteriormente se passou a designar de I.N.H e que actualmente se chama I.H.R.U), iniciou-se o projecto de construção de 50 casas na Quinta da Mariana, em Cruz de Pau, em tudo idênticas às que construímos no Alto do Moinho.  

 

Missiva da direção


Meus Senhores o Futuro começou ontem.

A Cooperativa não para. O COOPERATIVISMO não pode parar. O Cooperativismo é parceiro social. O Cooperativismo é o terceiro sector da economia do Estado.

E, meus senhores não nos podemos esquecer de que se queremos alguma coisa temos que lutar por ela, temos que a fazer pelas nossas mãos. Recentemente, o ano passado, mais propriamente em Abril, tivemos o CONGRESSO DAS COOPERATIVAS PORTUGUESAS, nós estivemos lá. O Cooperativismo Habitacional, foi o que menos frutos colheu desse congresso. * Até os outros sectores Cooperativos , do prometido creio que nada obtiveram. Este ano, meus senhores, a nossa Cooperativa faz 25 Anos. mas temos mais aniversariantes. A nossa FENACHE, a nossa Federação das Cooperativas de Habitação, faz 20 anos. e do seu programa de comemorações, constam algumas iniciativas, umas já realizadas, e em que nós participámos, sem que Para além de promessas, de Secretário de Estado, de Ministro, etc, etc., não saiu coelho da moita. Agora a nossa FENACHE, vai realizar o Congresso , em NOVEMBRO, das Cooperativas de Habitação. Será que daqui, vai sair o tal Coelho da Moita ?

Será que daqui vão sair os terrenos a preços justos para as Cooperativas poderem construir as casas para Os seus associados, para a tal classe social que necessita das cooperativas, para os jovens que não têm Emprego, para os jovens trabalhadores de contratos de trabalho a termo certo, enfim dos cidadãos que Garantirão o futuro do País ?

Senhor representante da FENACHE. o que ouvimos nas várias jornadas temáticas, não nos satisfez quase Nada. Não será certamente a profissionalização dos Directores Cooperativos, através da criação de Esta-tuto de Gestor Cooperativo, que virá dar alento ao Cooperativismo.

Quanto a nós. o problema passa pela famigerada LEI DOS SOLOS, que faça obrigatoriamente o controlo dos preços dos terrenos para construção, e do entendimento do GOVERNO com os outros parceiros Sociais, e sectores da economia, e se nós somos um deles, é obvio que deveremos fazer valer os nossos direitos. Aqui lhe fica o recado para o Congresso em NOVEMBRO.

E dizíamos nós, o FUTURO começou ontem.

Pois é. Senhor VEREADOR DA CAMARÁ MUNICIPAL DO SEIXAL, e Cooperativa parada, sem Construção, é igual a clube recreativo, com poucos incentivos para os seus associados.

Nós queremos a nossa Cooperativa, activa, a construir mais casas para os seus associados, queremos poder receber as inscrições de todas as pessoas que nos procuram, queremos orgulhar-nos do Estatuto de Utilidade Pública que nos foi atribuído, queremos enfim, orgulhar-nos de viver no Concelho do Seixal e de ser SEIXALENSE DE ALMA E CORAÇÃO.

Nós precisamos de iniciar urgentemente a 3a fase de construção.

Nós precisamos de mais terreno para novos programas de construção, para os quais já temos mais de uma centena de pessoas em lista de espera. É assim Sr. Vereador, as Cooperativas têm vontade, têm gente activa, mas para que tudo isto seja realidade precisamos do apoio da nossa Câmara, da compreensão dos nossos autarcas.

Como bem se recorda, a cooperativa fez recentemente um primeiro protocolo de colaboração com a CÂMARA, para arranjo das zonas verdes. Foi um êxito. E já de seguida acordámos segundo protocolo, para concluir o arranjo das zonas verdes. Estamos em crer que no próximo mês de Setembro, retoma-remos os trabalhos de arranjo da parte que falta do jardim, e assim valorizaremos mais o nosso bairro. È claro, fica-nos pendente ainda, a nossa proposta do direito de superfície, e com ela, a sonhada constru-ção do Centro Social de apoio à terceira idade.

Estamos em crer que tudo se irá concretizar. Tenhamos fé nos homens, e especialmente nos nossos Autarcas. NUNCA NOS DESILUDIRAM.

É assim senhor representante da Junta de Freguesia de Corroios.

A nossa Cooperativa está satisfeita por pertencer a esta família, a esta FREGUESIA. Sente-se cá muito

 

Área reservada

Autenticar

Login to your account

Username *
Password *